Free Translation Widget

Home

Loja Virtual

Apostilas

Cadastre-se

Contato

 

::: MENU :::

 » A Umbanda

 » Os Orixás

 » Entidades e Falanges

 » Linha do Oriente

 » Sincretismo

 » Exú e Pomba-Gira

 » Zé Pelintra

 » As Ervas na Umbanda

 » Defumador

 » Fumo e Bebidas

 » Mediunidade

 » A Glândula Pineal

 » Os Chacras

 » Mensagens

 » Artigos

 » Orações e Preces

 » Rezas e Benzeduras

 » Temas Variados

 » Pontos Cantados

 » Letras de Pontos

 » Pontos Riscados
 » Datas Comemorativas
 »  Apostilas
 » Campanhas
 » Cadastre-se

::: AVISO :::

::: CONFIRA :::

 

::: IMPORTANTE :::

 

 

::: PARCERIAS :::

::: Visitas desde 15/10/2007 :::

 free counters

 

 


LETRAS DE PONTOS -  BAIANOS

 

 

 

 

Baiano é povo bom,

Povo trabalhador,

Quem mexe com baiano,

Mexe com Nosso Senhor.

 

 :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

 

Quando eu vim da Bahia,

Estrada eu não via, bis

Cada encruza que eu passava,

Uma vela eu acendia. bis

 

 :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

 

“Coquim”, “Coquim” Baiano

Coquim lá da Bahia

Coquim venceu demanda

Com a Senhora da Guia

 

 :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

 

 

Nossa Senhora da Lapa

Da Lapa de Bom Jesus

Baiano quebra a mandinga

Nos pés da Santa Cruz

 

 :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

 

Na Bahia tem

Vou mandar buscar

Lampião de vidro, sá dona

Para clarear

 

 :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

 

Lá na Bahia,

Ninguém pode com baiano,

Quebra coco,

Arrebenta sapucaia ,

Quebra coco,

Vamos todos saravar

 

 :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

 

Bahia, oh África

Venha nos ajudar- bis

Força baiana

Força africana

Força divina vem cá

Vem cá

 

 :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

 

O meu Senhor do Bonfim

Valei-me São Salvador

Vamos saravar nossa gente

Que o povo da Bahia chegou

Bahia , Bahia de São Salvador

Quem nunca foi à Bahia

Peça a Deus nosso Senhor

Zum zum zum

Vai sambar mais um

Zum zum zum

Vai tombar mais um

Vai tombar mais um – 4x

Vai tombar mais um

A dança não é brincadeira

Zum zum zum

É dança  de capoeira

Quem entra na dança

Não pode cair deitado

Pra não passar vergonha

diante dos convidados

 

 :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

 

Oh oh a Bahia me chamou – 4x

Louvei meu pai de santo

Sarava meu Pai Xangô

Oh oh oh

A Bahia me chamou

Vou pagar uma promessa

Ao  meu Senhor do Bonfim

Vou pedir ao meu Pai Xangô

Que não se esqueça de mim

Oh oh oh oh

A Bahia me chamou

Bahiano de todos os santos

Do poeta e compositar

Bahia dos grandes vultos

Que a natureza criou

Oh, oh, oh oh

 

 :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

 

Oh Bahia

Bahia de Nosso Senhor do Bonfim

Oh Bahia

Pede a Oxalá por mim

Baiana da saia rendada

Tabuleiro de acarajé

Baiana tá no terreiro

Sambando no candomblé

 

Trepa no coqueiro

Tira coco se quiser

Vou chamar a baianada

Prá dançar no candomblé

 

 :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

 

Na Bahia tem um côco

Neste côco tem dendê

Na Bahia tem um côco

Me diga como é que se come este côco

Este côco é bom de comer

 

 :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

 

Quando eu vim lá da Bahia

Eu trouxe meu patuá

Terreiro que tem mironga

Baiano vai mirongar

 

 :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

 

Baiano Severino

 

Estrela Dalva estrela matutina

Oh Luz divina venha nos salvar – bis

Meu Jesus Cristo venha nos salvar

Vou saldar Seu Severino

Na falange de Oxalá

 

 :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

 

Zé Baiano

 

Mas olha meu camarada,

Camarada meu,

Sou Zé Baiano,

Que chegou aqui agora,

Candomblé bato no Queto,

Umbanda bato na Angola.

 

 ::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::: 

 

Estava no mato

Estava no mato

Oi tava bem escondinho

Estava no mato

Estava no mato

Num dendê abaixadinho

 

 :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

 

Oi na Bahia corre água sem chover

Oi na Bahia corre água sem chover

Nos todos somos baianos

Agora que eu quero ver – bis

Oi na Bahia tem gente que sabe ler

 

 :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

 

Bahia, Bahia,

Bahia de São Salvador,

Quem nunca foi  a Bahia,

Peça Deus Nosso Senhor.

 

 :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

               

 

Ê...Baiana

Ê, ê, ê baiana baianinha

Baiana Boa, gosta de samba

Entra na roda

E diz que é bamba

Apronta a viola

Que ela quer sambar

Ela gosta de samba

Ela quer trabalhar

 

 :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

 

Meu galo preto do pé amarelo,

Canta meu galo e só faz o que quero,

No pico da meia noite,

Meu galo preto cantou,

Ele veio tirar despacho,

Que você pra mim mandou,

Na direita tenho Deus,

Porque nele tenho fé,

Na esquerda tenho o meu galo,

Que desmancha tudo com pé,

 Meu golo preto do pé amarelo,

Canta meu galo e só faz o que quero,

 

 :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

 

Tem areia oi, tem areia, tem areia oi, tem areia, tem areia

No fundo do mar tem areia

Lá na mata tem mironga

Eu quero ver

Lá na mata tem um  povo

Esse povo tem dendè

Tem areia, oi

Tem areia

Tem areia no fundo do mar

Tem areia

 

Oi na Bahia tem gente que sabe ler

Também tem povo baiano

Que desmancha canjerê – bis

 

 :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

 

Baiano que  vem da Bahia

Vem beirando beira mar

Poe a conga no terreno

Oi deixa a conga serenar

Aue baiano baiano que balanceia

Aue baiano

Na serra da Mantiqueira – bis

 

 :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

 

Se ele é baiano agora

Que eu quero ver

Dançar catira no azeite de dendê

Eu quero ver

Os baiano da Aruanda

Trabalhando na Umbanda

Pra quimbanda não vencer

Eu quero ver

Os baianos da Aruanda

 

Baiana da saia rendada

Seu tabuleiro tem axé

A Baiana tá requebrando

Oi quando dança no candomblé

Oh Bahia, Bahia de N. Sr. Do Bonfim

Oh, Bahia, pede a Oxalá por mim

 

 :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

 

Demanda

 

Oi Vamos baianada

Pisar no catimbó

Amarrar os inimigos

Na pontinha do cipó

 

 

Esta casa tem 4 cantos

Cada canto tem seu santo

Onde mora o cálice bento

E o Divino Espírito Santo

Zum, zum, zum

Olha lá Jesus quem é

Eu juro por Deus e as almas

Inimigo cai e eu fico em pé

(O inimigo cai e eu fico em pé)

 

 :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

 

Baiana faz e não manda

Nem tem medo de demanda - bis

Baiana feiticeira

Filha de Nagô

Trabalha com pó de pemba

Pra ajudar babalao - bis

Baiana sim, baiana vem

Quebra mandinga com dendê - bis

 

 :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

 

Minha reza e forte

Ela é de coroa

Ela vem do Norte

É uma reza boa

A mandiga firmada

La no solo do sertão

É mandinga quebrada

Na ponta do meu facão

Na combuca assentada

No lado de dentro  do portão

Passa amigo e camarada

Gente ruim não passa não

Vai te embora mau olhado

Ziquizira e amolação

Ta cortada a inveja, olho grande

E obcessão

 

 :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

 

Subida de Baiano

 

Baiano é povo bom

Tem mironga no Conga - bis

Mandinga ele traz

Feitiço no samba

Samba baiano

Samba sinhá

Baiano vai embora levando todos os “már”

 

Agora pro seu morro vai subir

Meu Deus ele já vai embora

Conversa de malandro não tem fim

Boa Noite meu Senhor

Boa Noite minha senhora

 

 

 

» Publicidade

 

 

 

» Redes Sociais

 

 

» Campanhas

 

 

 

 

 

 

Home  |   Apostilas   |   Nossa Loja Virtual   |   Contato

Site desenvolvido por: Genuína Umbanda - Todos os direitos reservados

 

Copyright © 2007-