Free Translation Widget

Home

Loja Virtual

Apostilas

Cadastre-se

Contato

 

::: MENU :::

 » A Umbanda

 » Os Orixás

 » Entidades e Falanges

 » Linha do Oriente

 » Sincretismo

 » Exú e Pomba-Gira

 » Zé Pelintra

 » As Ervas na Umbanda

 » Defumador

 » Fumo e Bebidas

 » Mediunidade

 » A Glândula Pineal

 » Os Chacras

 » Mensagens

 » Artigos

 » Orações e Preces

 » Rezas e Benzeduras

 » Temas Variados

 » Pontos Cantados

 » Letras de Pontos

 » Pontos Riscados
 » Datas Comemorativas
 »  Apostilas
 » Campanhas
 » Cadastre-se

::: AVISO :::

::: CONFIRA :::

 

::: IMPORTANTE :::

 

 

::: PARCERIAS :::

::: Visitas desde 15/10/2007 :::

 free counters

 


24 DE JUNHO - SÃO JOÃO

Salve Xangô, Kaô Kabecile, Pai Xangô!

 

 

 

Autor: Lara Lannes

Equipe Genuína Umbanda

www.genuinaumbanda.com.br

 

João Batista era primo de Jesus e teve o prazer de batizá-lo. A Bíblia conta que Isabel era prima e muito amiga de Maria e elas tinham o costume de se visitarem. Numa dessas ocasiões, já grávida, “quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança lhe estremeceu no ventre e Isabel ficou repleta do Espírito Santo” (Lc. 1,41). Ainda no ventre da mãe, João se reverencia e reconhece a presença do Cristo Jesus. Na despedida, as primas combinam que o nascimento de João seria sinalizado com uma fogueira, para que Maria pudesse ir ajudar Isabel depois do parto.

Desta forma os evangelistas apresentam com todo rigor a figura de João como precursor do Messias, cujo dia do nascimento é também chamado de “Aurora da Salvação”. Ele era um filho muito desejado por seus pais, Isabel e Zacarias, ela estéril e ele mudo, ambos de estirpe sacerdotal e já com idade bem avançada. Isabel haveria de dar à luz um menino, o qual deveria receber o nome de João, que significa “Deus é propício”. Assim foi avisado Zacarias pelo Anjo Gabriel que o visitou anunciando a chegada do tão esperado herdeiro.

Conforme a indicação de Lucas, Isabel estava no sexto mês do nascimento de João, que foi fixado pela Igreja três meses após a Anunciação de Maria e seis meses antes do Natal de Jesus. O sobrinho da Virgem Maria foi o último profeta e o primeiro apóstolo. Com palavras firmes, pregava a conversão e a necessidade do batismo de penitência. Anunciava a vinda do Messias prometido e esperado. Sua originalidade era o convite a receber a ablução com água no rio Jordão, prática chamada batismo. Daí o seu apelido de Batista.

João Batista teve a grande missão de batizar o próprio Cristo. Ele apresentou oficialmente Cristo ao povo como Messias, com estas palavras: “eis o Cordeiro de Deus que tira os pecados do mundo... Ele vos batizará com o Espírito Santo e com o fogo” (Mt. 3,11).

Jesus falando de João Batista lhe tece o maior elogio registrado na Bíblia: "Jamais surgiu entre os nascidos de mulher, alguém maior que João Batista. Contudo, o menor no Reino de Deus é maior do que ele" (Mt 11,11).
Ele morre degolado sob o governo do rei Herodes Antipas, por defender a moralidade e os bons costumes. O seu martírio é celebrado em 29 de agosto, com outra veneração litúrgica.

São João Batista é um dos Santos mais populares em todo o mundo cristão. A sua festa é muito alegre e até folclórica. Com muita música e danças, o ponto central é a fogueira, lembrando aquela primeira feita por seus pais para comunicar o seu nascimento: anel de ligação entre a Antiga e a Nova Aliança.

 

 

XANGÔ

 

 

 

Kaô meu Pai, Kaô
O Senhor que é o Rei da Justiça,
faça valer por intermédio de seus doze ministros,
a vontade Divina,
purifique minha alma na cachoeira.
Se errei, conceda-me a luz do perdão.
Faça de seu peito largo e forte meu escudo,
para que os olhos de meus inimigos não me encontrem.
Empresta-me sua força de guerreiro,
para combater a injustiça e a cobiça.
Minha devoção ofereço.
Que seja feita a justiça para todo o sempre
É meu Pai e meu defensor,
conceda-me a graça de receber sua luz
e de receber sua proteção.
Kaô meu Pai Xangô, Kaô

 


Senhor do Raio, Senhor das Almas ou Senhor Dirigente das Almas.

Tudo que se refere a estudos, as demandas judiciais, ao direito, contratos, documentos trancados, pertencem a Xangô. As entidades que trabalham na vibração de Xangô atuam preferencialmente no campo da razão, ditando o senso de equilíbrio e equidade no indivíduo, para que este desperte para os reais valores da vida e do processo evolutivo no qual estamos inseridos como criaturas em constante evolução. Xangô é a ideologia, a decisão, à vontade, a iniciativa.

Xangô é, ainda, o Orixá dos raios e tempestades, do trovão, exímio controlador das faíscas e descargas elétricas, já que controla as forças da Natureza. Tanto é assim que é representado como o morador do alto da pedreira, carregando o Livro Sagrado (As Escrituras), sendo o único Orixá que sabe ler, bem como carrega as Sete Chaves da Sabedoria.

No dia-a-dia encontramos Xangô nos fóruns, delegacias, ministérios políticos, lideranças sindicais, associações, movimentos políticos, nas campanhas e partidos políticos, enfim, em tudo que gera habilidade no trato das relações humanas ou nos governos, de um modo geral.
Xangô é a ideologia, a decisão, à vontade, a iniciativa. É a rigidez, organização, o trabalho, a discussão pela melhora, o progresso social e cultural, a voz do povo, o levante, à vontade de vencer. Também o sentido de realeza, a atitude imperial, monárquica. É o espírito nobre das pessoas, o chamado "sangue azul", o poder de liderança. Para Xangô, a justiça está acima de tudo e, sem ela, nenhuma conquista vale a pena; o respeito pelo Rei é mais importante que o medo.

Data Comemorativa: 24 de junho, 29 de junho e 30 de Setembro


Sincretismo:São José, Santo Antônio, São Pedro, Moisés, São João Batista, São Jerônimo.

São Jerônimo - Xângo Agodô = Rei da Cachoeira, Senhor da Justiça, Rei das Pedreiras, dos Raios e Trovões e das Forças da Natureza.
São Pedro - Xângo Agajô = Protetor das Almas que entram no céu.
São João Batista - Xangô Kaô = Protetor dos que sofrem injustiças, Senhor Chefe das Falanges do Oriente. (Ori=Cabeça) Rei da Cachoeira, Senhor da Justiça, Rei das Pedreiras, dos Raios e Trovões e das Forças da Natureza.


Atribuições: Xangô é o Orixá da Justiça e seu campo preferencial de atuação é a razão, despertando nos seres o senso de equilíbrio e eqüidade, já que só conscientizando e despertando para os reais valores da vida a evolução se processa num fluir contínuo

 

Alguns Pontos Cantados de Xangô

 

Pontos dos Caboclos de Xangô  

     

Meu Pai Xangô é rei lá na pedreira
Também é rei, Caboclo da Cachoeira
A sua aldeia tem os seu caboclos
A sua mata tem a cachoeira
No seu saiote tem penas douradas >
Seu capacete brilha na alvorada > bis

   

Caboclo da Lua
Caboclo do Sol
São irmãos gêmeos
Como Cosme e Damião
Povo de Umbanda, manda mas não vai
Filhos de Umbanda, tomba mas não cai

     

Por detrás daquela serra>
Tem uma linda cachoeira>bis
É de meu Pai Xangô >
É de Xangô Sete Pedreiras >bis
Por detrás daquela serra>
Tem uma linda cachoeira>
É de meu Pai Xangó>
Que arrebentou sete pedreiras>bis
Foi água nascendo na fonte
Espinho na flor
Do seu medo escondido
Nasceu a coragem de ser vencedor
Punhal na mão
No peito um escudo mais fiel
De quem na terra concebeu o céu
São Sete Pedreiras que ele aprendeu a quebrar
Na faísca da fúria
No raio da chuva
A luz do luar
Lavou o corpo com o vinho amargo do suor
E fez do próprio bem
De todos males talvez o menor

 

No alto da serra
Capitão da serra
Na serra negra onde caboclo mora
No alto da serra, capitão da serra
A sua seta é uma jibóia
Estava no alto da serra
Grande jibóia que por mim passou
Trazia um grande diadema>
Dizendo que era>
O rei dos caçadores> bis
Seu Serra Negra
Vem chegando de aruanda
Trazendo pemba
Pra salvar filhos de Umbanda
Ele é guerreiro, é flecheiro, atirador>
Na sua mata, Serra Negra é caçador>bis
Na sua serra, Serra Negra é de Xangô>bis

   

Cheguei, sou Quebra-Pedra >
Sou caboclo de Xangô >
Tem vez que estou aqui >
Tem vez que não estou > bis
Só venho quando pedem
A justiça de Xangô
Kaô, kaô, kaô >
Sou Quebra-Pedra>
Sou guerreiro de Xangô > bis

 

Xangô, Xangô
Meu pai, Xangô
Kaô, cabecile Obá, Xangô
Saravá Xangô>bis
Xangô mora na pedreira
Quem mandou relampejar
Kaô , cabecile Obá, Xangô
Saravá Xangô>bis

 

Quebra pedra na pedreira>
Quero ver arrebentar> bis
Quem demanda com meus filhos>
Eu também sei demandar> bis


Lá em cima daquela pedreira >
Tem um livro que é de Xangô > bis
Kaô, kaô, kaô cabecile
É de Xangô

Linha de Xangô  

   

Xangô é corisco
Nasceu na trovoada>bis
Trabalha na pedreira
Acorda na madrugada
Longe, tão longe >
Aonde o sol raiou > bis
Saravá Umbanda
Saravá Xangô
Machadinha do cabo de ouro
De ouro, de ouro
Machadinha do cabo de ouro
É machadinha de Xangô

Pedra rolou, Pai Xangô, lá na pedreira
Firma seu ponto, meu Pai, na cachoeira
Tenho meu corpo fechado
Xangô é meu protetor
Firma cabeça meu filho
Pai de cabeça chegou

Quando a lua aparece
O leão na mata roncou
A passarada estremece
Foi a coral que piou, piou, piou
Foi a coral que piou
Salve o povo de congá
Ai vem nosso rei da Umbanda
Saravá nosso Pai Xangô
Saravá nosso Pai Xangô

Meu Pai Xangô >
Deixa esta pedreira aí >bis
A Umbanda está lhe chamando
Deixa esta pedreira aí
A Umbanda está lhe chamando
Deixa esta pedreira aí

Xangô mostrai as forças que tens
Xangô é o rei da Justiça
E não engana ninguém
Xangô, kaô, Xangô Agodô > bis
Subi a pedreira, subi
Pedra rolou no corisco de Xangô
Dizem que Xangô mora na pedreira>
Mas não é lá, sua morada verdadeira >bis
Xangô mora na cidade de luz
Onde mora Santa Barbara
E o menino Jesus
Dizem que Xangô mora na pedreira>
Mas não é lá, sua morada verdadeira >bis

Escureceu, a noite chegou > bis
Firma ponto na pedreira
Saravá Xangô
Saravá Xangô
Saravá Xangô
É Xangô o rei de lá da pedreira >
E Oxum, rainha da cachoeira > bis
Xangô é rei >
Xangô é rei orixá >
Escreve lei >
Pros filhos de Oxalá > bis

Sentado na pedreira de Xangô
Eu fiz um juramento até o fim
Se um dia me faltar a fé em meu Senhor
Que role esta pedreira sobre mim
Meu Pai Xangô chegou do Reino
Meu Pai Xangô é Orixá
Olha, seus filhos lhe pedem meu Pai >
Fé e proteção neste congá > bis
Ele vem de aruanda
Ele vem trabalhar
Ele vence demanda
Ele é seu Pangara
Kaô, kaô >
A justiça chegou, Xangô > bis
Ele vem de aruanda
Ele vem trabalhar
Ele vence demanda
Ele é seu Airá
Kaô, kaô >
A justiça chegou, Xangô > bis

 

Salve Pai Xangô, Salve Xangô Sete Pedreiras, Salve Xangô das Almas, Salve Xangô Agodô! Salve todos os falangeiros que trabalham na vibraçaõ de Pai Xangô na Umbanda! Kaô Cabecile, Pai Xangô! Sua benção e sua proteção, hoje e sempre!

 


 

 

» Publicidade

 

 

 

» Redes Sociais

 

 

» Campanhas

 

 

 

 

 

Home  |   Apostilas   |   Nossa Loja Virtual   |   Contato

Site desenvolvido por: Genuína Umbanda - Todos os direitos reservados

 

Copyright © 2007-