Free Translation Widget

Home

Loja Virtual

Apostilas

Cadastre-se

Contato

 

::: MENU :::

 » A Umbanda

 » Os Orixás

 » Entidades e Falanges

 » Linha do Oriente

 » Sincretismo

 » Exú e Pomba-Gira

 » Zé Pelintra

 » As Ervas na Umbanda

 » Defumador

 » Fumo e Bebidas

 » Mediunidade

 » A Glândula Pineal

 » Os Chacras

 » Mensagens

 » Artigos

 » Orações e Preces

 » Rezas e Benzeduras

 » Temas Variados

 » Pontos Cantados

 » Letras de Pontos

 » Pontos Riscados
 » Datas Comemorativas
 »  Apostilas
 » Campanhas
 » Cadastre-se

::: AVISO :::

::: CONFIRA :::

 

::: IMPORTANTE :::

 

 

::: PARCERIAS :::

::: Visitas desde 15/10/2007 :::

 free counters

 


SÃO PAULO - O APÓSTOLO DOS GENTIOS

 

 

 

Oração a São Paulo

 

“Ó glorioso e grande apóstolo São Paulo, mestre dos gentios, corajoso, seguidor de Cristo, destemido evangelizador, fundador de comunidades, dai-nos este espírito de apóstolo de vosso Mestre Jesus, a fim de que possamos dizer a todos – “Já não sou eu quem vivo, mas é o Cristo que vive em mim”.

 

Iluminai a todos os povos com a luz do Evangelho, que com tanto amor testemunhastes, procurando estabelecer no mundo, o Reino da justiça e de amor do vosso Mestre. Suscitai muitas vocações missionárias, que a vosso exemplo, levam Cristo a todos os povos. São Paulo apóstolo, rogai por nós”.

São Paulo, vós que cumprindo a vontade de Deus, manifestada por vozes de anjos, de espada em punho, vos lançastes a luta por Deus e pelo povo Hebreu e Gentio, ajudai-me a perceber no meu íntimo, as aspirações de Deus. Com o auxílio da vossa espada, fazei recuar os meus inimigos que atentam contra a minha fé e a minha pátria.

São Paulo, ajudai-me a vencer as dificuldades no lar, no emprego, no estudo e na vida diária. Que nem opressões, nem ameaças e nem processos me obriguem a recuar, quando estou com a razão e a verdade.

São Paulo, iluminai-me, guiai-me, fortalecei-me, defendei-me.
Amém."

 

Paulo de Tarso, também chamado de Apóstolo Paulo, Saulo de Tarso e São Paulo foi fundamental por causa do seu papel como proeminente apóstolo do Cristianismo durante a propagação inicial do Evangelho, pelo Império Romano.

 

Conhecido como Saulo antes de sua conversão, ele se dedicava à perseguição dos primeiros discípulos de Jesus na região de Jerusalém. De acordo com o relato na Bíblia, durante uma viagem entre Jerusalém e Damasco, numa missão para que, encontrando fiéis por lá, "os levasse presos a Jerusalém", Saulo teve uma visão de Jesus envolto numa grande luz.

 

Enquanto tentava compreender o que estava acontecendo, ouviu uma voz: "Saulo, Saulo, por que me persegues?" Assustado, perguntou: "Quem és, Senhor?" A voz lhe respondeu: "Eu sou Jesus a quem tu persegues". "Senhor, que queres que eu faça?" A voz disse: "Levanta-te, entra na cidade. Aí te será dito o que deves fazer".

 

Ficou cego, mas recuperou a visão após três dias e começou então a pregar o Cristianismo.

 

A conversão de Paulo mudou radicalmente o curso de sua vida. Através de suas atividades missionárias e obras, Paulo eventualmente transformou as crenças religiosas e a filosofia na região da bacia do Mediterrâneo.

 

Saulo, o perseguidor, converteu-se no grande arauto do Cristianismo, um caso único. Alguém que não chegou a conhecer Jesus pessoalmente, que não fazia parte dos doze apóstolos, mas que se lançou na difícil missão de evangelizar os povos pagãos, percebendo que não era necessário passar pelo judaísmo para se tornar discípulo de Jesus.

 

No apostolado de Paulo não faltaram dificuldades, que ele enfrentou com coragem por amor de Cristo.

 

Através de suas cartas, Paulo transmitiu às comunidades cristãs e aos seus discípulos uma fé fervorosa em Jesus Cristo, na sua morte e ressurreição. A esta fé soma-se um fator fundamental: o seu temperamento, que era passional, enérgico, ativo, corajoso e também capaz de idéias elevadas e poéticas.

 

"Assim que começou as pregações, começaram a chegar emissários de outros pontos.

 

Sentindo-se incapaz de atender a todas as necessidades ao mesmo tempo, o abnegado Discípulo, valendo-se um dia do silêncio da noite, rogou a Jesus com lágrimas, não lhe faltasse com os socorros no cumprimento da tarefa.

 

- Sentiu-se envolvido e ouviu do Senhor!...- Não temas- prossegue ensinando e não te cales, porque estou contigo. Poderás resolver o problema, escrevendo a todos os irmãos em meu nome.

 

Assim começou o movimento dessas cartas imortais, cuja essência Espiritual provinha da esfera do Cristo.

 

Sente-se por sua leitura, que nelas Paulo pôs todo o seu coração, que era o coração do Cristo. Ao mesmo tempo percebe-se também seu caráter impulsivo, entusiasta, violento, agressivo e intolerante em relação à desonestidade e a injustiça. Consegue-se ver a um só tempo, o irmão, o amigo, o Pai, Mestre, culto e profundo, mas inflexível para com os vícios e maus costumes.

 

Por isso, suas cartas mostram às vezes explosões de ternura, arrebatamento de pensamentos, delicadeza de poesia, brados de triunfo e declarações de guerra.”

(Trecho com base no livro “Paulo e Estevão”, por Emmanuel)

 

Além de alguns discursos a ele atribuídos, mencionados nos Atos dos Apóstolos, deixou 14 cartas dirigidas a várias comunidades convertidas e a amigos.

 

Nas cartas que escreveu às comunidades que fundou, mostrou-se o grande teólogo empenhado em elaborar uma síntese do mistério cristão que atravessasse os tempos.

 

Esses documentos se caracterizam por conterem valiosas regras de vida completamente atemporais, que jamais perderão seu significado se praticados para garantirem a harmonia em qualquer sociedade, em qualquer época.

 

Quando ouvimos ou lemos, as incisivas palavras de Paulo, sentimos que mesmo depois de tantos séculos elas penetram fundo em nossos corações e, então desejaríamos que nossa alma fosse como a de Paulo:

 

          CÉU E MAR.

          CÉU PELA PUREZA E MAR PELA PROFUNDIDADE.


No ano de 64 D.C., foi morto decapitado pelas Legiões Romanas, nas perseguições aos Cristãos instauradas por Nero, depois do grande incêndio de Roma.

É celebrado nos dias 25 de janeiro, tradicionalmente o dia da sua conversão, e 29 de junho, o dia de sua morte. Não era apóstolo oficialmente, mas foi considerado o apóstolo do gentios por causa da sua grande obra missionária nos países gentílicos. Ele dizia de si mesmo: "Eu trabalhei mais que todos os apóstolos... e ai de mim se não evangelizar!", mas também dizia: "Eu sou o menor dos apóstolos... não sou digno de ser assim chamado".

 

Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver CARIDADE, serei como o bronze que soa ou como o sino que retine.

 

Ainda que eu tenha o Dom de Profecias e conheça todos os mistérios e toda a ciência. ainda que eu tenha tamanha Fé ao ponto de transportar montes, se não tiver CARIDADE nada serei.

 

E ainda que eu distribua todos os meus bens entre os pobres, e ainda que entregue o meu próprio corpo para ser queimado, se não tiver CARIDADE, nada disso me aproveitará.

 

          A Caridade é o amor

          O amor é paciente

          O amor é cheio de bondade

          O amor não é invejoso

          Não é presunçoso

          Não se enche de orgulho

          Foge da desonestidade

          Nada faz em seu próprio interesse

          Não se exaspera

          Não suspeita mal

          Não se alegra com a injustiça

          Mas apenas com a verdade

          O amor crê em tudo

          Desculpa tudo

          Espera tudo

          Suporta tudo

 

O amor jamais acaba, havendo profecias, serão aniquiladas. Havendo línguas cessarão, Havendo ciência passará Porque em parte conhecemos e em parte profetizamos. Quando porém, vier o que é perfeito, então o que é em parte será aniquilado.

 

Quando eu era criança, falava como criança, sentia como menino, pensava como menino; quando cheguei a ser homem, desisti das coisas próprias de menino.

 

Porque agora vemos como em espelho obscuramente, então veremos face a face.

 

Agora conheço em parte, então conhecerei como também sou conhecido.

 

Então permanecem A Fé, A ESPERANÇA E A CARIDADE. Porem a maior destas é a CARIDADE.

 

Nesta carta aos Coríntios, ainda escreveu:

 

          - "Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano, o que Deus tem preparado para aqueles que o AMAM".

 

 


 

 

» Publicidade

 

 

 

» Redes Sociais

 

 

» Campanhas

 

 

 

 

 

Home  |   Apostilas   |   Nossa Loja Virtual   |   Contato

Site desenvolvido por: Genuína Umbanda - Todos os direitos reservados

 

Copyright © 2007-